Pensamentos de Padre Pio – Mês de Setembro

1. Nós temos que amar, amar, amar e nada mais.

2. Nós temos que implorar continuamente duas coisas a nosso terno Deus: que Ele aumente dentro de nós o amor e o temor, o amor para nos fazer voar nos caminhos de Deus, o medo nos fará cuidadosos onde fixamos o pé; o amor nos fará ver as coisas do mundo para o que elas são, o medo nos levará a precavermos da negligência. Então quando amor e medo tiverem beijado, não está mais em nosso poder dar nosso afeto às coisas deste mundo.

3. Só o amor nos pode fazer invencíveis e a linguagem do amor é a persuasão da confiança. Como o amor é bonito quando recebido como um presente e quão feio é se depois buscou ou exigiu.

4. Você que é responsável por almas, tente com carinho, com muito amor, com todo seu amor; e se isso for inútil… castigue porque Jesus que é nosso modelo, nos ensinou isto, enquanto criando Paraíso mas também Inferno.  Continuar lendo

Pensamentos de Padre Pio – Mês de Agosto

1. Deus permite-nos descobrir quem nós somos pouco a pouco. Na realidade, é inconcebível para mim como para qualquer um com inteligência e com uma consciência possa ficar orgulhoso.

 

2. Além disso, eu lhe digo que ame sua abjecção e amar sua abjecção consiste precisamente nisto: Se você é humilde, tranquilo, doce e confiante em tempos de escuridão e impotência; quer dizer, se você não fica inquieto, transtornado e ansioso por causa de tudo isso, mas você abraça estas cruzes alegremente (eu não digo alegremente, mas eu digo francamente e constantemente) e permanece nesta escuridão, então você amará sua abjeção. Porque o que significa abjeção se não ser humilde e impotente?

 

3. Peçamos também ao nosso bom Jesus a humildade, a confiança e fé de nossa querida santa Clara de assis; rezemos fervorosamente a Jesus como ela. Deixemo-nos abandonar a Ele; separando nós mesmos deste mundo mentiroso onde tudo é loucura e vaidade; tudo passa, só Deus permanece à alma, se soubermos amá-LO bem.

 

4. Não obstante, há algumas diferenças entre a virtude de humildade e da abjeção, porque humildade é o reconhecimento da abjeção da pessoa. Mas o grau mais alto de humildade é, não só reconhecer a abjeção da pessoa, mas amar isto. Isto é o que eu o exortei a fazer. Continuar lendo

Pensamentos de Padre Pio – Mês de Julho

1. Ame Nossa Senhora. Recite o Rosário. Possa a Mãe Santificada de Deus reinar soberanamente sobre o seu coração.

2. Me Deus me dê e que preserve em mim aquela fé ardente que me faz acreditar e trabalhar só para Vosso amor. Este é o primeiro presente que eu Vos apresento, e prostrado a Vossos pés, junto com os santos Magos, declaro, sem respeito humano para o mundo inteiro, que Vós sois nosso verdadeiro e único Deus.

3. Eu louvo a Deus com todo o meu coração que me fez conhecer almas verdadeiramente boas. Eu também contei estas almas que eles são o vinhedo de Deus. A água que brota é fé; a torre é esperança; o lagar é a caridade santa e a cerca viva é a lei de Deus que os separa das crianças do mundo.

4. Uma fé viva, convicção cega e aderência completa para as autoridades constituídas por Deus sobre ti; esta é a luz que iluminou os passos das pessoas de Deus no deserto e esta é a luz que sempre brilha na gorjeta dessas almas que são aceitáveis ao Pai. Esta é a luz que levou os Magos a adorar o Messias recém-nascido. Continuar lendo

Pensamentos de Padre Pio – Mês de Junho

1. Que o Coração de Jesus seja o centro de todas as suas inspirações.

2. Olhemos com gratidão profunda para aquele mistério sublime que atrai o Coração de Jesus às Suas criaturas com tamanha força; olhemos para a grande condescendência com que Ele vestiu nossa própria carne para viver a vida miserável desta terra em nosso meio; juntemos todas as forças de nosso intelecto para considerar com um fervor tenaz a dureza de Seu meritório apostolado, e recordar os horrores da Sua paixão e martírio e para adorar o Seu Sangue… regiamente oferecido até à última gota para a redenção do género humano; então com fé humilde e o mesmo amor ardente com que Ele cerca e procura nossas almas, nos deixe dobrar nossas cabeças impuras aos Seus pés.

3. Jesus, Vós sempre visitais minha alma. Com que alimento deverei saciar-Vos? Com amor! Mas o meu amor é enganador, Jesus eu Vos amo muito, aumentai o meu amor.

4. Eu nunca deixo de implorar a Jesus bênçãos para você, e rogar a Deus que o transforme totalmente em Ele. Oh minhas filhas! Como é bonita a Sua face, quão doces Seus olhos e que coisa boa é ficar perto d’Ele no Monte de Sua glória! Nós devemos colocar lá todos nossos desejos e afectos…. Ao contrário de nosso mérito, nós estamos nos passos do Tarbor, tendo firme determinação para amar e servir bem a Sua divina bondade.

5. Lembremos que o Coração de Jesus não só nos chamou para nossa própria santificação, mas também para o de outras almas. Ele quer ser ajudado na salvação das almas. Continuar lendo

Fica comigo Senhor

075 Padre Pio

Oração:

Fica comigo, Senhor, pois preciso da tua presença para não te esquecer. Sabes quão facilmente posso te abandonar.
Fica comigo, Senhor, porque sou fraco e preciso da tua força para não cair.
Fica comigo, Senhor, porque és minha vida, e sem ti perco o fervor.
Fica comigo, Senhor, porque és minha luz, e sem ti reina a escuridão.
Fica comigo, Senhor, para me mostrar tua vontade.
Fica comigo, Senhor, para que ouça tua voz e te siga.
Fica comigo, Senhor, pois desejo amar-te e permanecer sempre em tua companhia.
Fica comigo, Senhor, se queres que te seja fiel.
Fica comigo, Senhor, porque, por mais pobre que seja minha alma, quero que se transforme num lugar de consolação para ti, um ninho de amor.
Fica comigo, Jesus, pois se faz tarde e o dia chega ao fim; a vida passa, e a morte, o julgamento e a eternidade se aproximam. Preciso de ti para renovar minhas energias e não parar no caminho.
Está ficando tarde, a morte avança e eu tenho medo da escuridão, das tentações, da falta de fé, da cruz, das tristezas. Oh, quanto preciso de ti, meu Jesus, nesta noite de exílio.
Fica comigo nesta noite, Jesus, pois ao longo da vida, com todos os seus perigos, eu preciso de ti.
Faze, Senhor, que te reconheça como te reconheceram teus discípulos ao partir do pão, a fim de que a Comunhão Eucarística seja a luz a dissipar a escuridão, a força a me sustentar, a única alegria do meu coração.
Fica comigo, Senhor, porque na hora da morte quero estar unido a ti, se não pela Comunhão, ao menos pela graça e pelo amor.
Fica comigo, Jesus. Não peço consolações divinas, porque não as mereço, mas apenas o presente da tua presença, ah, isso sim te suplico!
Fica comigo, Senhor, pois é só a ti que procuro, teu amor, tua graça, tua vontade, teu coração, teu Espírito, porque te amo, e a única recompensa que te peço é poder amar-te sempre mais.
Como este amor resoluto desejo amar-te de todo o coração enquanto estiver na terra, para continuar a te amar perfeitamente por toda a eternidade. Amém.