Informe

Olá, caros leitores!

Venho, por meio desta notificação, informar que meus textos e contribuições serão publicados exclusivamente no site Apologistas Católicos, como já vem acontecendo de uns tempos para cá. No entanto, não excluirei o domínio do blogue, para que fiquem disponíveis os textos e arquivos já publicados, em especial os downloads.

Que o Senhor esteja conosco!

Lucas H. Oliveira

Anúncios

Estevão: “Cheio de Graça” como Maria?

Santo Estêvão

Os protestantes, para negar que Maria seja imaculada, usam o seguinte versículo dos Atos dos Apóstolos 6,8:

“Estêvão, cheio de graça e fortaleza, fazia grandes milagres e prodígios entre o povo.” (Tradução Ave-Maria)

A partir daí, dizem que Maria tinha pecado, porque Estevão mesmo “cheio de graça” não é tido como imaculado. Com o intuito de esclarecer esta tentativa protestante de argumentar contra a Imaculada Conceição de Maria, este texto abordará o real significado das palavras deste versículo, não deixando dúvidas de que não passa de mais uma tentativa frustrada dos protestantes de colocar Maria sob o poder do maligno.

Contextualizaremos então o que Atos 6,8 diz a partir dos códices antigos do Novo Testamento em seu contexto e significado. Vejamos: Continuar lendo

Nova resposta a um leitor sobre Maria Santíssima

O leitor de nosso blog, Hélio Bandeira, novamente insiste em discordar do que é óbvio, infelizmente tentando argumentar com falácias, e até mesmo, desviando o foco da conversa que havíamos iniciado, sem responder a qualquer argumento que eu tenha dado anteriormente. As respostas irão se referir diretamente à pessoa de Hélio. Segue seu novo comentário com a resposta, que será novamente dividida em tópicos para facilitar a leitura:

“Graça e paz meu caro lucas!
Lucas não é minha intenção atacar crença de ninguém, jamais, mas sim defender o
evangelho bíblico. E fato é que o evangelho da bíblia não da nenhuma enfase à Maria mas sim a JESUS Jo5.39, até o próprio SENHOR rechaçou tentativas de adoração a Maria Lc11.27-28. Lucas vocês católicos usam a transformação da água em vinho para alegarem que Maria intercede. Seguindo esse raciocínio eu fiz o seguinte comentário no voz da igreja (que não foi publicado por Henrique):” Se Maria é intercessora por ter feito o pedido a JESUS então eu também posso pedir algo pro “são” centurião de cafarnaum Mt8.5-13 e também pra “são” Jairo Mc5.35-43 e de quebra a “santa” mulher cananéia Mc7.24-30, naquelas ocasiões todos tiveram função de intercessores, a premissa é a mesma. E diga-se de passagem que o pedido deles, é de longe bem mais nobre do que o de Maria, então a regra deve valer pra eles também? Ou não? Como falei a premissa não é a mesma? E no que se refere a “cheio(a) de graça” o epíteto “CHEIO” só se refere a Maria? Rm5.21; 2Cor.12.9; Gn6.8; Pv1.9; Rm1.5; At4.33… me desculpe Lucas… mas toda reflexão gera um ditado popular: “o pior cego é aquele…”

Pax vobis.” Continuar lendo